Projeto Paredão eletrônico





     O Projeto Paredão eletrônico propõe investigação que envolve uma intervenção no campo da economia criativa dos chamados “paredões” no contexto de Natal, Rio Grande do Norte. Propõe-se a mapear, levantar e observar o objeto Paredão (junto à empresa envolvida com o Projeto), construindo um quadro de sua estrutura geral, enquanto arranjo sócio-técnico, objeto tecnológico e possibilidades criativas. A partir deste mapeamento, prospectar perspectivas de intervenção e deslocamento de inserção cultural, proposição de modificações e acréscimo de incrementos e inovações tecnológicas que permitam a expansão das possibilidades artísticas e criativas desta manifestação.

    Ele supõe o desdobramento e uma ação experimental concreta e piloto destas inovações e experimentação de deslocamento no circuito, através da realização de uma obra artística de intervenção urbana em Natal  (e, eventualmente em outras cidades no país) com sistemas de luz e som trabalhando em conjunto com sensores de presença e outros que permitam interatividade com ações do público.


    O Paredão eletrônico é um projeto de pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN),  sediado no Laboratório 10 Dimensões e também  vinculado ao projeto de extensão 10 Dimensões (Saiba mais).

   Foi criado em 2016 com o objetivo de investigar as possibilidades de interferência artística na estrutura  “Paredão ”(Saiba mais) no contexto do município de Natal, no Rio Grande do Norte e é desenvolvido a partir de uma parceria com a empresa potiguar  na área e colaboradores da UFRN, da Universidade Federal de Goiânia-UFG (Laboratório Media Lab) da  UFBA (a confirmar)  e da universidade canadense  McGill e UFBA.

     Algumas investigações do projeto são o mapeamento e observação do  objeto  sócio-técnico e  sua inserção cultural e tecnológica. O mapeamento inclui uma análise da estrutura geral do equipamento para a identificação de possibilidades criativas.